20/09/2019 - Reprodução humanaLeia em 4 minutos

O que é, como funciona e quando é indicado o congelamento de óvulos?

Imagem de O que é, como funciona e quando é indicado o congelamento de óvulos?

Hoje em dia, é cada vez mais comum e frequente, as mulheres ou casais adiarem a gravidez do primeiro filho. Diante dessa decisão, médicos ginecologistas recomendam o procedimento de congelamento de óvulos, para garantir maior probabilidade de sucesso em uma gravidez tardia.

Isso porque, com o passar dos anos a saúde dos óvulos vai ficando comprometida e o nível de fertilidade mais baixo, aumentando os riscos e complicações durante a gestação.

Fertilidade versus idade

Muitas vezes, os fatores que podem influenciar na decisão de uma gravidez tardia, estão relacionados a projetos profissionais ou pessoais.

Porém, antes da decisão, é preciso entender que a fertilidade feminina é uma razão direta da idade da mulher. Estima-se que, ao nascer, a mulher tenha por volta de 7 milhões de óvulos, quantia que reduz-se significativamente aos 500 mil quando ocorre a primeira menstruação, e que chega a menos de 25 mil aos 42 anos. 

gravidez

Além do número de óvulos, com o envelhecimento acontece também a perda da sua qualidade, já que os óvulos podem acumular efeitos do ambiente, como poluição, radiação, medicações e outros.

Os riscos de abortos e malformações aumentam drasticamente com o avançar da idade. Por exemplo, o risco para a Síndrome de Down é de 1 a cada 1.250 mulheres aos 25 anos, 1 para cada 952  aos 30 anos, 1 para cada 400 aos 35 anos e 1 em cada 100 mulheres aos 40 anos.

O que é o congelamento de óvulos?

É um tratamento de reprodução humana que visa coletar os óvulos de uma mulher e congelá-los a uma temperatura baixíssima (-196ºC) a fim de manter sua fertilidade preservada. 

congelamento de óvulos

Quando a mulher decidir engravidar, ela poderá solicitar o descongelamento dos óvulos e realizar a fecundação por meio da técnica de fertilização in vitro. 

A melhor técnica de congelamento de óvulos é a vitrificação com taxas de sobrevivência ao descongelamento de 95%. No entanto, é importante enfatizar que o fato de congelar óvulos não garante uma futura gestação, assim como todo tratamento na área de reprodução humana.

Quando é indicado?

Para as que desejam preservar sua fertilidade por causa de algum problema de saúde que comprometa o seu desejo de ser mãe.

Seja porque terá de passar por tratamentos contra o câncer, como quimioterapia, por existir histórico de menopausa precoce na família ou ainda porque terá de retirar um ovário, o que pode levar a uma menor reserva de óvulos.

Tem também os motivos profissionais, que levam muitas mulheres a adiarem o desejo de ser mãe. A busca pelo sucesso na carreira ou a estabilidade financeira, faz com que haja um planejamento a longo prazo para a maternidade.

Existe ainda o motivo de não terem achado o príncipe encantando.

Quando realizar o congelamento de óvulos?

O recomendado é que o congelamento de óvulos para a preservação da fertilidade seja feita até o 35 anos. Desta forma, se uma mulher congelar os óvulos aos 35 anos, mesmo que ela venha a descongelar seus óvulos e engravidar aos 40 anos a chance de gravidez permanece a mesma que a de uma mulher de 35 anos.

óvulo

Ou seja, em torno de 60% por tentativa de tratamento, e não de 20%, porcentagem que se refere às chances de gravidez de uma mulher de 40 anos que realiza fertilização in vitro. 

Como funciona o congelamento de óvulos?

1. O preparo do congelamento de óvulos

Primeiramente, são realizados exames para identificar ou descartar doenças que comprometem a qualidade dos óvulos. Depois, para aumentar o número deles, a paciente recebe remédios injetáveis, em geral na barriga. Essa estimulação dura umas duas semanas.

2. A extração

A coleta dos óvulos é realizada em um centro cirúrgico, com sedação. Por meio de uma espécie de agulha acoplada a um aparelho de ultrassom são extraídos os folículos dos ovários, dentro dos quais estão os óvulos. 

3. O congelamento de óvulos

Por meio de uma agulha bem fina os óvulos são retirados cuidadosamente de dentro dos folículos por meio de uma agulha bem fina e permanecem cerca de duas horas no laboratório para uma maturação.

óvulos congelados

Em seguida, os óvulos são mergulhados em uma substância congelante, que irá proteger e diminuir a quantidade de líquido em seu interior para evitar a formação de cristais. Então, começa o processo conhecido como vitrificação. Os óvulos são colocados em nitrogênio líquido, o que reduz a temperatura a 196 graus negativos em minutos.

4. O descongelamento

Quando a mulher decide engravidar, a amostra é retirada do nitrogênio líquido. Existe a possibilidade de recongelamento dos óvulos que não foram utilizados, mas o real impacto desse processo ainda não é conhecido.

5. A fertilização

Nesse momento, o processo segue igual à de uma fertilização in vitro convencional: os óvulos são fecundados com o espermatozóide do parceiro, em laboratório, e implantados no útero. 

fertilização

Por quanto tempo os óvulos podem ficar congelados?

Os óvulos após congelados podem ficar nesse estado por tempo indeterminado sem perder a qualidade.

A mulher que deseja fazer o congelamento de óvulos deve procurar um médico especialista em Reprodução Humana. Esse profissional irá solicitar os exames necessários para o procedimento e indicará uma clínica especializada e que atenda todas as normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para coleta, congelamento e manutenção dos óvulos.

Continue acompanhando mais artigos sobre Infertilidade e reprodução Humana no nosso blog

Não encontrou sobre o assunto desejado?

Conte-nos mais sobre o conteúdo que espera encontrar em nosso blog.